Barra horizontal

quarta-feira, 5 de novembro de 2014

Minha experiência com o Airbnb em Paris!

Há uns dias atrás, eu escrevi aqui no blog sobre o site Airbnb. Eu falei sobre a história do site e mostrei um breve tutorial sobre ele, então, se você ainda não conferiu, clique aqui.

Dessa vez, minha intenção é compartilhar a minha experiência em particular com o Airbnb. Eu viajei recentemente e fiquei em um apartamento alugado pelo site. Essa foi a primeira vez que usei os serviços do Airbnb e eu achei que seria interessante relatar a minha opinião, já que muitas pessoas ainda tem dúvidas sobre a eficiência e qualidade desse serviço. Então, vamos lá!


Minha experiência com o Airbnb em Paris


Eu viajei para Paris com o meu marido e mais dois amigos no fim de setembro. Desde que definimos as datas da viagem, pensamos em procurar algum apartamento no Airbnb, já que sabíamos que o preço das diárias seria bem mais baixo do que as de um hotel. Nossos amigos pesquisaram muito, pegaram dicas com outros amigos e ficaram responsáveis por selecionar algumas opções de apartamento no site para que a gente analisasse juntos.

A primeira opção foi um apartamento indicado por um amigo do meu amigo, que ficava na ilha Saint-Louis. Nós adoraríamos ter nos hospedado lá, mas, infelizmente o apartamento não estava disponível. Fizemos mais uma busca no site e entramos em contato com mais dois anfitriões, sendo que apenas um dos apartamentos selecionados estava disponível. Como eu disse no outro post, o fato de o apartamento aparecer na busca do Airbnb não significa que ele esteja disponível. Pode acontecer de o anfitrião já estar em contato com outra pessoa interessada. Também é importante saber que a primeira resposta nem sempre é definitiva. Digo isso porque, depois de termos concluído o processo de aluguel do apartamento em que ficamos, o anfitrião do apartamento que tínhamos contatado anteriormente nos enviou um e-mail perguntando se ainda tínhamos interesse em alugar o apartamento dele e o valor que poderíamos pagar. Provavelmente a outra pessoa havia desistido. Nós já tínhamos finalizado o processo de locação com o outro anfitrião e informamos isso a ele.

O apartamento que estava disponível e que foi o nosso escolhido fica em um prédio muito próximo da Catedral de Notre Dame, na região do Quartier Latin. Nossa escolha se baseou na localização e também no apartamento em si, que, pelas fotos, nos pareceu muito aconchegante, além de ter uma "atmosfera" muito parisiense. Depois de ter escolhido e conferido a disponibilidade com a anfitriã, nós demos continuidade ao processo de locação, tal como eu descrevi no post anterior. Foi bem simples!

Quanto à anfitriã, nós não a conhecemos. Por algum motivo, eu achei que ela iria nos receber no momento do check-in, mas alguns dias antes da viagem, eu recebi um e-mail dizendo que nós deveríamos ir até um endereço X, abrir uma espécie de cofre (com uma senha dada por ela) e pegar as chaves à partir das 14:00 horas. Foi como buscar uma correspondência numa caixa postal dos Correios. Esse processo foi bastante prático, mas não muito "receptivo". Eu penso que teria sido mais acolhedor se tivéssemos sido recebidos por uma pessoa, mas, essa é uma opinião muito pessoal. De toda forma, nós seguimos todas as instruções e deu tudo certo!

Eu não tirei fotos do apartamento porque chegamos carregados de malas e fomos logo espalhando nossas coisas por todo o espaço. Mas as fotos mostradas no site são muito fiéis à realidade. O apartamento era exatamente como as fotos mostravam, sem nenhum detalhe a menos ou a mais. Sendo assim, nós não tivemos nenhuma surpresa desagradável. Como a intenção é relatar a minha experiência em particular, e não fazer propaganda do apartamento em si, eu não acho necessário compartilhar muitas fotos dos ambientes, então fiz apenas uma montagem com algumas fotos do próprio site do Airbnb. Se alguém quiser saber desse apartamento em específico, é só me enviar um e-mail e eu respondo com informações mais detalhadas. Ok?


Minha experiência com o Airbnb em Paris


Nós ficamos lá por 10 dias e só tivemos dois pequenos problemas. O primeiro é que, dependendo do horário, não tinha água quente para nós quatro tomarmos banho. O último a tomar banho, sempre tomava banho frio. Acredito que esse era um problema do prédio e não do apartamento, mas nós logo encontramos uma solução: nós revesávamos para não tomar banho no mesmo período. Acho que quatro brasileiros tomando banho duas vezes por dia acabou sobrecarregando o sistema de aquecimento do prédio... rs. O segundo problema foi em relação à geladeira, que tinha um cheiro bem ruim e forte. Toda a vez que alguém abria a geladeira, todos sofriam... rs. Coloquei "risos" aqui, porque no final das contas a gente acabava rindo da situação. Não tinha o que fazer.

De resto, o apartamento foi perfeito. Tudo limpo, cama e sofá-cama muito confortáveis, cozinha super equipada, com lava-louças e micro-ondas, lava-roupas, tábua e ferro de passar, secador de cabelo, etc. Absolutamente tudo o que poderíamos precisar em 10 dias de estadia. Então, de modo geral, nós trouxemos ótimas recordações desse apartamento e dessa experiência.

Só para finalizar, eu quero aproveitar para complementar o post anterior e dizer que, quando a sua viagem está prestes a acabar, você recebe um e-mail do anfitrião com as instruções para o check-out, como o horário para sair do apartamento e onde deixar as chaves. Depois do término da viagem, você recebe um e-mail do Airbnb pedindo para que você avalie o apartamento e o anfitrião. Na minha avaliação eu falei dos pontos positivos do imóvel e dos dois pontos negativos que eu citei aqui. A anfitriã respondeu dizendo que iria verificar a questão da geladeira, mas não falou nada sobre o problema com a água quente. Só para constar, o anfitrião também pode avaliar o hóspede, mas no meu caso, eu não recebi nenhuma avaliação. Talvez, porque a anfitriã não nos conheceu pessoalmente.

Como eu disse, essa foi uma experiência muito válida e nós nos sentimos em casa o tempo todo. Ter um sofá para se jogar depois de um dia cansativo, uma cama para dormir confortavelmente e uma cozinha para fazer suas refeições, é algo muito gostoso. Ainda mais quando o preço favorece. E, por falar em preço, devo ressaltar que ele varia muito em relação à época do ano. Eu fui pesquisar hoje e a diária desse mesmo apartamento está 200 reais mais cara do que nós pagamos. Então, escolher uma data para viajar que fique longe das férias escolares e festas de fim de ano, ajuda muito. Fica a dica!

Além dessa experiência, eu também fiquei em um apartamento alugado pelo Airbnb na cidade de Santiago, no Chile. Se você quiser conhecer o apartamento e saber como foi a minha segunda experiência com o Airbnb, é só clicar aqui: >Apartamento alugado pelo Airbnb em Santiago - Chile<

Bem, acho que é isso!
Espero ter ajudado de alguma forma!
Até a próxima!

Nenhum comentário:

Postar um comentário